O feminino entre nós

Um diálogo com Winnicott

Na minha defesa de mestrado, fui fortemente encorajada pela banca  a lançar um livro derivado da minha pesquisa, devido à sua importância para o campo psicanalítico.

 

Você pode acessá-lo sem custo pelo site da Editora Blucher ou adquiri-lo nos sites: Americanas, Amazon, Submarino, Magazine Luiza e Bok2.

 

279376559_10158258609221603_6217970509766946524_n.jpg

O QUE

Self

ONDE

Na sua casa

QUANDO

Hoje mesmo

"O feminino entre nós fala do feminino de todos nós, humanos. O feminino que faz nó ao tecer as redes do eu e do self. Fernanda Cristina Dias realizou um trabalho ímpar em seu diálogo com Winnicott:  situar a contribuição dele às noções de identidade e sexualidade feminina em sua teoria do desenvolvimento emocional. Em sua escrita fluida e muito bem amarrada conceitualmente, ela estabelece um método onde primeiro situa o ambiente histórico, social e político para depois desenvolver uma trajetória conceitual, criando assim ambientes históricos, conceituais e institucionais para a acolhida da questão da mulher."

Trecho do prefácio, por Renata Udler Cromberg

"Percorrendo e reapresentando uma análise histórico-crítica das compreensões feitas pelos psicanalistas, Fernanda Cristina Dias, coloca em destaque o problema da Mulher (ou do feminino) na obra de Winnicott, procurando analisar seus aspectos conceituais e descritivos. Winnicott analisa a Mulher tanto nas suas três dimensões existenciais (a fêmea, a mãe, e a avó) como também chama a atenção para um dos aspectos fundamentais da própria natureza humana: 'Todo homem tem uma dívida profunda com uma Mulher'."

Trecho de apresentação do livro, por Leopoldo Fulgencio.